Escolha uma Página

Quais são as opções de Rejuvenescimento dos Olhos?

Temos uma nova rotina, e uma nova peça a ser utilizada: a máscara. Seu uso é importante para que a disseminação do Coronavírus seja evitado.

Como consequência do uso do acessório, os olhos ficam em evidência!

E pensando também um pouco na nossa área de atuação, percebemos que assim podem ficar ainda mais evidentes características que talvez possam causar certo incômodo.  Algumas delas, são: os sinais do envelhecimento ao redor dos olhos, como pés de galinha ou linhas de expressão na testa, as olheiras (também causadas por noites mal dormidas e estresse!) ou até mesmo as pálpebras caídas e inchadas, também consequência do processo natural do tempo.

Esses casos podem ser solucionados com a aplicação de Preenchimento Facial com Ácido Hialurônico, Toxina Botulínica e, no caso do acúmulo de bolsa de gordura e pele nas pálpebras, a Blefaroplastia. Neste post, falaremos um pouco sobre cada tipo de tratamento.

Blefaroplastia e sua Atuação no Rejuvenescimento dos Olhos

O cuidado com a beleza da região dos olhos é muito importante para o equilíbrio da aparência facial e autoestima!

Um dos procedimentos responsáveis pelo rejuvenescimento do olhar é a Blefaroplastia. Um pouco mais invasivo, trata-se da redução do acúmulo de pele e bolsas de gordura nas pálpebras. Essa redução reduz a aparência cansada e desanimada, substituindo-a por uma aparência mais jovem, animada e feliz.

A Blefaroplastia é indicada em casos específicos, e seus resultados são duradouros. Por isso, é necessário uma avaliação minuciosa do caso, para que o melhor plano de tratamento seja traçado.

Ocidentalização – Um Procedimento Direcionado para Orientais

Uma das diferenças que podemos observar entre a pálpebra oriental e a ocidental é a ausência do sulco palpebral (a “preguinha” acima dos olhos). A ausência dessa característica pode causar o aspecto do olho mais fechado e menor, as vezes até de olho inchado.

A Ocidentalização tem como objetivo criar, de maneira proporcional, o sulco palpebral. A técnica aplicada dependerá do caso, e pode ser aberta (com incisões) ou fechada (sem incisões). O procedimento pode ser associado a Blefaroplastia, responsável pela eliminação dos excessos de bolsa de gordura e pele das pálpebras.

Minimamente Invasivos e seu papel no Rejuvenescimento dos Olhos – Botox e Ácido Hialurônico

Botox:
Uma das funções do procedimento é reduzir rugas dinâmicas e linhas de expressão, atenuando consideravelmente os sinais. A aplicação da toxina botulínica relaxa, temporariamente, o músculo responsável pela produção dos sinais do envelhecimento, proporcionando o rejuvenescimento anteriormente mencionado.

A toxina pode ser aplicada, também, como um método preventivo, indo além de reduzir as rugas dinâmicas já perceptíveis e prevenindo a produção de novas, mantendo o rosto mais jovem e com aspecto natural.

Ácido Hialurônico:
Trabalha na redução das olheiras, por exemplo. O procedimento devolve volume perdido para a região.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários! 😉

Dr. Fábio Saito – Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.